NÃO ESPERE QUE OS OUTROS FAÇAM POR VOCÊ

NÃO ESPERE QUE OS OUTROS FAÇAM POR VOCÊ

Sem citar o empreendedorismo como área a ser seguida que demanda, por conceito, atitudes de ir atrás, buscar informações, não desistir, ter criatividade e resiliência, o não esperar que os outros façam por você se relaciona diretamente com a forma e as escolhas de vida que tu carrega. É um modo de agir e pensar internalizado, cujo pode ser ampliado para além do cotidiano profissional. Faz com que você tome decisões importantes elaborando planos A, B, C, embasados em situações corriqueiras, fora do controle e de saída de pessoas no plano que eventualmente possa ocorrer.

A liberdade de escolha por outro lado exige mais disciplina, autocontrole e discernimento daquele que tem. Para ter altivez, neste sentido, cabe o esforçante se libertar das amarras sociais que o impedem de tomar tal conduta por considerar que outros a tomem em seu nome. Além da probabilidade de menor acerto ou melhor condução, o fator experiência será repassada, terceirizada. Mesmo que erre, caso decida fazer por você, o aprendizado ficará contigo e saberá aproveitá-lo da melhor maneira.

Ninguém é 100% independente

Não esperar que os outros faça por você não nega a dependência inegável das forças comparativas que cada um possui, mantém; afinal, o ser humano é um animal que vive em sociedades populosas e precisa dela para sobreviver. Não esperar que os outros façam por você significa você se levantar e ir com fé, munido dos aparatos da administração e inteligência emocional. Caindo, ganhando e se recompondo, o processo da vida em si e por ti. É agir de maneira consciente, de modo que consiga realizar ou chegar no objetivo desejado.

O sucesso está justamente em unir forças comparativas. Para os ocidentais o sucesso é muito ligado a posses materiais; na cultura oriental o sucesso é o bem-estar da vida, do sentimental da vila e da família. Não é algo de um ser melhor do que o outro, são apenas perspectivas diferentes culturalmente distantes. No entanto, em ambas as culturas, as pessoas dela são fundamentalmente dependentes entre si.

O protagonista é você

Havendo o mindset correto, hora de protagonizar suas realizações para o bem comum, atrair pessoas que te complementam e que te faz bem, cercar-se de entes poderosos para aprender com eles e vice-versa. Fazer sua contribuição PF para com o mundo ao mesmo tempo da autovontade de potência em se autoaprimorar a cada dia.

Se você pensou que o protagonismo limita-se no fato da realização pessoal, errou, é acima de tudo saber se relacionar com outras pessoas. O bem comum da vida. No sentido ativo em contabilidade. O protagonismo está para um fator relacional assim como a dependência está para o fator social. É não deixar-se levar pela onda cotidiana, um córrego sem rumo. É possuir o controle emocional sobre si ao mesmo tempo da construção do teu legado para sua família e comunidade.

O protagonista protagoniza a sua realização pessoal, o sucesso familiar e o ambiente em que está. Se cada um fazer e tentar será um pequeno passo para nós e um grande passo para o desenvolvimento social.  Não esperar que os outros façam por você ultrapassa o seu eu.

Deixe um comentário

Nome
E-mail
Site
Comentário

Loading...