Os Carros Elétricos e a Energia Renovável

Os Carros Elétricos e a Energia Renovável

Carros elétricos e energia renovável não são mais novidades no conhecimento geral das pessoas, ambos são entendidos o que é, a compreensão de sua importância e os diferenciais perante ao uso secular dos combustíveis fósseis como fonte de energia e combustível veicular, são racionalizados. Nos últimos 30 anos estes conceitos foram crescendo e se tornando cada vez mais realistas e concretos.

Após a disseminação da proposta do desenvolvimento sustentável e do compromisso dos países na agenda sustentável a partir da década de 1990, iniciativas em diversas frentes foram começadas. Eco-92, Rio +20, Agenda 2030, foram alguns desses compromissos globais assumidos ao longo destes 30 anos. No entanto, faltava uma iniciativa para dizer “de fato, o futuro é a energia renovável”. E esta por sua vez, se relaciona todos os dias com todos nós, das grandes as pequenas cidades, na relação empresa-sociedade: a mobilidade urbana.

O principal indício do desenvolvimento sustentável nas cidades/países é o uso inteligente da energia renovável. Ela por si só, já é inteligente, pois o investimento nela não nos obriga em está à procura de campos petrolíferos e explodindo pedra subaquática em busca do carvão mineral e gás natural. Por outro lado, necessariamente, existe energia renovável que implica na maioria das vezes o desmatamento, a destruição de florestas, o alagamento de regiões sensíveis e êxodo local; no Brasil ela compõe 70% da matriz energética com um custo operacional e de oportunidade elevadíssimo. Estamos falando das hidroelétricas.

Apesar de não pôr em risco a vida humana como uso da energia nuclear e as termoelétricas, na queima de combustível fósseis, forçando sua extração e aumento da produção, as hidroelétricas cai em um processo que chamo de processo mecânico de transformação forçada, igualmente na produção de energia não-renovável, por exemplo a extração de petróleo e queima do gás natural precisando-se da indústria de transformação.

A energia limpa em “modo renovável”, utilizando um processo de aproveitamento natural do movimento como é o caso da energia eólica e da energia das ondas pela geração ondomotriz, traz muito menos stress ao meio ambiente e ao povoamento local. Obviamente, um estudo de viabilidade técnica para cada região a dispor da instalação, é necessário.

Vamos relembrar as energias limpas oficiais e de “modo renovável” e as energias não-renováveis. Logo após, relacionaremos elas as mudanças na mobilidade urbana. Chamaremos a energia limpa oficial que utiliza processo mecânico de transformação forçada de Renovável MTF e a energia limpa em “modo renovável” que utiliza processo de aproveitamento natural do movimento de Renovável ANM.

Todo o setor da mobilidade está sofrendo fortes mudanças na Era Digital, assim como aconteceu na Era Industrial. Os braços de ferro desta mudança neste setor é a energia renovável e a automação. No braço da energia renovável, temos a oportunidade de investir nela aplicado, focado nas cidades em utilizar meios de interligação que tem como fonte de energia um mecanismo de renovação constante. As interligações comumente utilizadas são os meios de transportes público e particular. E em ambas modalidades, existem veículos capazes de se locomover baseado nas energias renováveis ANM, isto é, sem esgotamento do combustível e a mais limpa entre todas, ainda que haja problemas pontuais de fácil resolução como é observado adiante e caso de utilização de renovável MTF a depender do fornecedor e fonte geradora da energia. Trem magnético, ônibus elétricos e a hidrogênio, motos elétricas, veículos movido a biomassa, e os carros elétricos já são realidades nas megalópoles globais. E é desses últimos que será tratado a seguir.

Neste momento, estamos muito próximo da popularidade dos carros elétricos. Saindo dos compromissos e ideias do papel por parte dos agentes públicos e dos acordos internacionais de sustentabilidade, o mercado empresarial enxergara até então dificuldades de viabilidade técnica operacional na execução de venda e produção de veículos 100% elétricos. Eles no início deste século estavam no mirante futurista da mobilidade urbana, e parece que já passamos dele e estamos nos veículos autônomos nível 5.

Na década de 2000 até meados da década de 2010 existiam/existem os chamados híbridos. Carros com atuação conjunta do motor à combustão e a bateria recarregável. Na publicidade das montadoras e imprensa generalizada, os híbridos são destacados como veículos de baixa emissão de CO², possibilidade de uso elétrico, um veículo moderno, tecnológico e verde. A publicidade neste caso confunde o consumidor, uma vez que a grande maioria desses carros, com nomeações diversas partidas das montadoras e marcas, tem por volta de somente 50 quilômetros de autonomia e em grande parte funcionam com o motor à combustão – gasolina, diesel ou álcool.

A verdade da bateria recarregável e/ou o motor elétrico nos carros híbridos é que são utilizados como ferramenta de redução no consumo de combustível; é usado como mais um mecanismo de economia de combustível, somando-se aos outros já existentes e conhecidos como o sistema start­­-stop e o câmbio CVT. O motor elétrico nos carros híbridos funciona como um motor auxiliar na experiência da dirigibilidade, muito semelhante em termos conceituais, ao APU das aeronaves.

O Toyota Prius, primeiro do mundo a vender em escala como carro híbrido, ainda não possui versão 100% elétrica. Existe o modo elétrico, mas não existe versão totalmente elétrica. Diferença? O modo elétrico tem autonomia de 2km, enquanto uma versão totalmente elétrico do carro, estaria na faixa dos 200km, concorrendo com os listados a seguir. Ainda é um carro híbrido, e por ser o primeiro a utilizar a eletricidade, já deveria possuir pelo menos uma versão EV – electric vehicle

Listo estes carros como os primeiros carros elétricos vendido em massa no mundo. De maneira escalável, este são os primeiros veículos de uso comum totalmente elétrico no mundo. Somos a primeira geração de pessoas nesse espaço-tempo 2010-2020 a presenciar. No Ocidente é claro. Porque no Oriente, na China em ascensão, está batendo recordes de vendas a cada ano. Registrou em 2017 um crescimento em vendas de EVs, híbridos e alternativos – quadriciclos, subcompactos e triclicos urbanos – em mais de 70%.

Crescimento em unidades nas vendas de modelos elétricos, híbridos e alternativos vendidos no mercado Chinês em 2017. Hoje ele é o maior mercado interno de EVs e similares do mundo. Fonte: Automonitor.

BAIC EC-Series e JAC iEVA50. O crossover e o sedan totalmente elétrico chinês. Modelos competitivos e mais vendidos da categoria no país. O BAIC possivelmente será do mundo em 2018. A partir de US $22.000. No Brasil, o JAC iEVA50 é o J5 à combustão.

Destaque para o SUV de luxo a ser lançado em 2019 na China: o Aiways U5 Ion. Além de ser um elétrico puro com autonomia de até 560 quilômetros, é superequipado de alta tecnologia. Daí o nome Aiways – Ai on the way, onde AI significa Inteligência Artificial em inglês.

Clique nas fotos para ver o espetáculo.

Bom, agora sim, esses são os primeiros carros 100% elétricos hatches e sedans populares à venda globalmente partindo do Ocidente do globo, com valores atraentes na relação custo-benefício, que aqui no Brasil seriam na faixa de preço entre 100 à 150 mil reais, embora quando vierem estarão maiores por conta da taxa de importação e outros acessórios tributários. Esses são os primeiros carros elétricos de fato no mundo em venda de escala industrial, e estamos presenciando isso.

Sem entrar em detalhes técnicos, focaremos no Preço, na Autonomia, e no Tempo de carregamento destes EVs. São populares modernos e que andam bem. Equilibrados. Carros que acomodam 5 pessoas na categoria hacth/sedan médios e suas variações.

Hyundai Ioniq

Especificações

  • Valor: 30 mil dólares/100 mil reais
  • Autonomia: 250 km
  • Tempo de carregamento: em tomada doméstica são de 4 horas e 25 minutos; na estação de carregamento, para 80% da bateria carregada, em 23 minutos.

Ford Focus EV

Especificações:

  • Valor: US U$29.120, aproximadamente 110 mil reais diretamente convertido
  • Autonomia: 225 km
  • Tempo de carregamento: 30 minutos a bateria carregada na estação de carregamento para atingir 80% da capacidade. Em um uso domésticos são cerca de 5 horas para atingir cerca de 225 km de autonomia e 3-4 horas para viajar dirigir 150 km.

Chevrolet Bolt

Confirmado no Brasil em 2019

Especificações:

  • Valor: 30 mil dólares (R$ 113.462) com crédito governamental incluso
  • Autonomia: 383 km
  • Tempo de carregamento: Na tomada de casa o carregamento completo são de 8 horas; em estação de carregamento, 80% carregado está garantido em 1 hora.
Interior do Volt. Versão sedan do Bolt.

Honda Fit EV

Esse é o modelo arrendado atualmente. O modelo a ser vendido globalmente será lançado em 2019/20 somando ao lançamento do Urban EV.

Especificações:

  • Valor: 200 dólares/mês arrendado por 24 meses. Por volta de US$ 30.000,00, 100 mil reais, para versão de 2019/20.
  • Autonomia: 131 km
  • Tempo de carregamento: em tomada de 240v em apenas 3 horas

Kia Soul EV 

Especificações:

  • Valor: US $ 31.950 em conversão direta de R$ 120.838,03
  • Autonomia: 250 km
  • Tempo de carregamento: Em uma tomada comum são cerca de 20 horas. Em uma estação de carregamento, carregado 80% da bateria são 33 minutos. Em 20 minutos na estação de carregamento ganha autonomia para rodar 100 Km.
Confirmado no Brasil

Nissan Leaf 

A nova geração do Leaf está sendo o elétrico mais vendido do Ocidente

Especificações

  • Valor: 30 mil dólares ou 110 mil reais
  • Autonomia: 241 km
  • Tempo de carregamento:Em tomada doméstica, 12 horas; em estação doméstica, 4 horas; em pontos de carregamento garante 80% carregada a bateria em 30 minutos.

Tesla Model 3

O veículo de entrada da empresa ainda não está com um preço agressivo

Especificações

  • Valor: 35 mil dólares ou em conversão direta de R$ 133.000,00
  • Autonomia: 346 km
  • Tempo de carregamento: Em tomada doméstica tem duração de 8 horas; em estação Supercharger possui duração de 1:15 hora
Só existem 2 tipos de consumidores para este layout do painel: os que amam e os que odeiam

Volkswagen e-Golf

Especificações

  • Valor: US $31.315 dólares (R$ 115,000)
  • Autonomia: 200km
  • Tempo de carregamento: Menos de 6 horas em uma tomada doméstica ou 1 hora com 80% carregado em uma estação de carregamento rápido

Disponível temporariamente

Após a GM vender a Opel, principal marca do grupo na Europa, a Vauxhall, marca no Reino Unido, fábricas e operações financeiras para o Grupo PSA, dona da Citroen, DS, e Peugeot, por 9,5 bilhões de reais em 2017, houveram mudanças estratégicas por parte da PSA nos carros elétricos do seu mix. A GM tinha lançado o Opel Ampera-e com um valor pouco competitivo e obtinha de licenças especiais para a comercialização. Elas venceram e o nova holding proprietária decidiu excluir o Ampera-e do portfólio, lançando a nova geração do subcompacto Corsa totalmente elétrico em 2020, não deixando imediatamente um outro veículo para substituí-lo no segmento dos hatchbacks. No entanto, a nova versão do Ampera-e foi lançado e exposto no Salão de Frankfurt em 2017.

A GM era proprietária da Opel desde 1929 e da Vauxhall desde 1925. A operação da venda destes negócios foi conturbada para os futuros compradores do Ampera-e, pois os pedidos que estavam sendo feitos por eles para os distribuidores, não estavam sendo aceitos nas fábricas a mando dos executivos da GM/PSA. O futuro do carro estava incerto devido ao preço pouco competitivo e a importação. O carro era importado dos EUA. Resultado: é possível comprar as unidades restantes do EV, desde que saiba que existem opções melhores no mercado como visto acima e sabendo que será um carro excluído da lista oficial da Opel em 2019/20.

Opel Ampera-e

Irmão gêmeo do Bolt. Destinado para o mercado europeu.

Especificações

  • Valor: 34 mil euros ou 147 mil reais em valores próximo
  • Autonomia: 520km
  • Tempo de carregamento: 150km carregados em meia hora em uma estação de carregamento, 26 horas para o carregamento completo em tomada comum e 8 horas na estação de carregamento.
Vale comparação com o painel do Bolt

Os valores e os modelos levantados foram do ano 2017/2018. A autonomia e os preços podem sofrer pequenas variações. Até a presente data existem exclusivamente estes carros elétricos no mercado. Se você reside no Brasil, saiba que é possível realizar importação independente. Os valores pagos são redondamente 3x maiores em comparação ao exterior.

Como percebido, os hatchs médios e hatchbacks assim como os sedans médios e fastbacks vendidos globalmente na categoria electric vehicle em 2017/2018 são de contar nos dedos!

O ponto fraco dos carros elétricos hoje é o demorado tempo de carregamento caseiro – questão resolutiva de cunho tecnológico e custoso – e as poucas estações de recarregamento nas cidades – questão de cunho logístico e de rápida resolução conforme avanço e popularização nas vendas. Vale recomendar o uso destes veículos na mobilização urbana-doméstica. Para quem precisa viajar frequentemente, por esses pontos fracos, o carro à combustão sai na frente. Nas férias da família, um aluguel de um carro convencional – minivans, SUVs ou wogans – podem ser uma boa solução se você não quiser largar seu hatch elétrico e ter espaço suficiente para alocar as bagagens e penduricalhos na viagem de férias com sua família. Assim você deixa seu elétrico na garagem e faz um passeio de verão.

A autonomia para viagem é um gargalo a ser enfrentado, apesar de que segundo várias pesquisas na Europa, mostra que 90 por cento dos condutores viaja a menos de 100 km por dia, enquanto globalmente a distância média diária percorrida é de 46 quilômetros.

O preços estão por volta dos 30 mil dólares e autonomia por volta dos 200 quilômetros. Para o nível médio de renda dos países desenvolvidos e a distância média percorrida diária, esses números estão bastante coerentes. É esperado que os preços caiam mais e o nível médio de autonomia seja alterada para cima. Os problemas atuais dos EVs, não exatamente dos EVs, mas de fatores que podem contribuir para a escolha ou não do veículo, tendem a serem solucionados a curto-médio prazo nesses mesmos países.

Vale ressaltar que todos os veículos inclusos neste artigo são 100% elétricos, ou somente elétricos ou EVs, como devem ser chamados. Por conta do insistimento publicitário em adotar a nomenclatura electric vehicle ao invés de hybrid models, há necessidade de constar os “100%” antes do “elétrico” ou “puro”, após.

Reafirmando, carros híbridos estão fora desta lista especial pelos motivos citados. Ter atenção ao ver manchetes sobre “carros elétricos”, pois nem todos são carros elétricos, podem ser modelos PHEV – Plug-in hybrid – ou HEV – veículo híbrido.

O Volt EV na estação de carregamento compartilhando com o Volvo S60 PHEV

Boa parte das montadoras estão engajadas em produzir fortemente carros elétricos. Até 2025 estas empresas terão preenchido no seu mix de produtos os EVs, e esses, estarão tão populares quanto os tradicionais seculares.

A diferença desta vez, que tem como pista de que não é uma tendência temporal, mas sim algo definitivo, além do engajamento real das empresas e governos, são os preços adequados no mercado de populares de países desenvolvidos – aqui no Brasil eles se encontram no mercado premium – e são os custos de manutenção baixos. Ao contrário do à combustão, os elétricos puros não possuem mecânica, anilhas, pistões, correias, polias, tanques, e outros elementos de um carro convencional. Nesse sentido, o peso custoso que tem um carro elétrico é muito menor do que à combustão, não utilizando motor mecânico, injeção, pistão.

A diferença desta vez, em mais um momento de virada de um setor inteiro, na sociedade de mercado, são os valores, é o dinheiro. Até na década de 2000 e meados de 10, os valores eram elevados se comparado a performance, opções, tecnologia, revenda, e todos os fatores que levam o consumidor ao optar por um à combustão ao invés de um produto como este. Caminhando para a década de 20, este desafio será completamente superado. E isso não é otimismo, basta verificar as práticas do mercado, os projetos e os lançamentos já confirmados em todo o globo.

O investimento na energia renovável por parte dos agentes econômicos relevantes – empresas, governos e sociedade civil – nas energias renováveis ANM, em destaque a solar, é um caminho a ser seguido. Os carros elétricos à base de Renovável ANM estão a caminho.

Este é o futuro.

Continua.

20 Comentários

  • Trackback: SUSTENTABILIDADE E A LOGÍSTICA REVERSA – Daniel Xavier
  • kredit.reviews
    24 de fevereiro de 2019 22:33 0Likes

    I know this site gives quality depending content and extra
    information, is there any other web page which gives such things in quality?

  • Trackback: A próxima fase dos carros elétricos – Daniel Xavier
  • bateria tudor bh
    11 de novembro de 2019 13:51 0Likes

    Ahaa, its good conversation about this post at this place at this webpage, I have
    read all that, so now me also commenting here.

  • plenty of fish dating site
    12 de novembro de 2019 19:08 0Likes

    As the admin of this website is working, no doubt very rapidly it will be well-known, due to its feature contents.

  • was coconut oil
    16 de novembro de 2019 02:23 0Likes

    Hey I know this is off topic but I was wondering if you knew
    of any widgets I could add to my blog that automatically
    tweet my newest twitter updates. I’ve been looking for a plug-in like this for quite some time and was hoping maybe you would have some experience with something like this.
    Please let me know if you run into anything. I truly enjoy reading your blog and I look
    forward to your new updates.

  • http://tinyurl.com/quest-bars-cheap-29875
    21 de novembro de 2019 01:41 0Likes

    Thanks for your marvelous posting! I really enjoyed reading it, you will be a great author.
    I will ensure that I bookmark your blog and will often come
    back sometime soon. I want to encourage you to definitely continue your great work, have a nice evening!

  • http://tinyurl.com/
    21 de novembro de 2019 18:59 0Likes

    Very descriptive blog, I liked that a lot. Will
    there be a part 2?

  • Svensk app och hemsideutveckling
    1 de março de 2020 15:25 0Likes

    Thanks in favor of sharing such a good thinking,
    paragraph is fastidious, thats why i have read it fully

  • g
    15 de junho de 2020 17:22 0Likes

    Hi, all the time i used to check website posts here in the
    early hours in the break of day, as i enjoy to find out more and more.

  • g
    16 de junho de 2020 05:58 0Likes

    Hello, this weekend is pleasant for me, as this time i am reading this impressive educational paragraph here at
    my residence.

  • g
    16 de junho de 2020 17:44 0Likes

    It’s going to be finish of mine day, but before finish I am reading this impressive article to increase my know-how.

  • g
    17 de junho de 2020 06:36 0Likes

    I read this paragraph completely concerning the difference of most recent and preceding technologies, it’s amazing article.

  • watch
    28 de junho de 2020 05:51 0Likes

    An outstanding share! I have just forwarded this onto a colleague who was conducting a little research on this. And he in fact ordered me lunch because I found it for him… lol. So let me reword this…. Thanks for the meal!! But yeah, thanx for spending some time to discuss this topic here on your web site.

  • the smoothie diet review
    30 de junho de 2020 01:28 0Likes

    Spot on with this write-up, I truly feel this site needs far more attention. I’ll probably be back again to see more, thanks for the info!

  • best of techno music
    1 de julho de 2020 02:37 0Likes

    Hello there! This blog post couldn’t be written any better! Looking through this post reminds me of my previous roommate! He continually kept preaching about this. I most certainly will forward this information to him. Fairly certain he’s going to have a good read. Many thanks for sharing!

  • LindaXTreder
    16 de julho de 2020 04:55 0Likes

    A remarkable discussion is worth comment. I actually do believe
    that you must publish much more about this issue, it may not be considered a taboo subject but generally
    people tend not to talk about such topics. To the
    next! Each of the best!!

    Here is my blog post: LindaXTreder

  • RobNShreck
    18 de julho de 2020 12:08 0Likes

    Hello! This is my 1st comment here so I just wanted to give a
    quick shout out and tell you I genuinely enjoy reading through your posts.
    Can you recommend any other blogs/websites/forums that deal with the same subjects?
    Thanks for your time!

    my webpage … RobNShreck

  • HarlandBSalz
    21 de julho de 2020 08:39 0Likes

    My family always state that I am wasting my time right here at web, but I understand I
    am just getting knowledge every single day by reading thes fastidious content.

    Also visit my blog post HarlandBSalz

  • JameTSirmans
    22 de julho de 2020 07:13 0Likes

    I am truly happy to read this weblog posts which contains lots of valuable data, thanks for providing these kinds of information.

    my site … JameTSirmans

Deixe um comentário

Nome
E-mail
Site
Comentário

Loading...